DESEQUILÍBRIO DO CHAKRA DO PLEXO SOLAR

CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS

O plexo solar é o centro do poder, da vitalidade, da vontade e da autoestima. É o local onde toda a energia, que circula pelo corpo, os alimentos e as emoções são assimilados e é, também, através dele que nos relacionamos, interagimos e digerimos tudo o que provém do mundo exterior.

Desta forma, compreendemos a extrema importância do seu equilíbrio na saúde, especialmente, dos órgãos e glândulas que lhe estão associados.

UMA QUESTÃO DE DIGESTÃO

O plexo solar, de cor âmbar como o Sol, está ligado ao sentido do olfato e ao elemento fogo, indispensável à digestão. Localiza-se na cavidade abdominal, acima do umbigo e perto do estômago, e está fisicamente associado ao fígado, pâncreas e restantes órgãos digestivos. Uma boa digestão traduzir-se-á em saúde, enquanto que o desequilíbrio deste chakra acarretará problemas digestivos e questões alimentares, de maior ou menor gravidade, tais como, patologias hepáticas de vária ordem, diabetes, gastrites, cancro do estômago ou do pâncreas, alcoolismo, distúrbios alimentares compulsivos, entre tantos outros.

Por boa digestão, não nos referimos apenas à dos alimentos, as emoções, como raiva, euforia, tristeza, mágoa ou medo têm também que ser devidamente digeridas.

Quando não “digerimos”, ou seja, não lidamos bem com as emoções e/ou com as críticas, começamos a manifestar irritabilidade, agitação, comportamentos compulsivos, necessidade de controlar tudo e todos, ou pelo contrário, abatimento, desânimo, falta de energia e de vitalidade, incapacidade de lidar com as situações diárias, perda da autoestima e da confiança, medo.

COMO REPOR O EQUILÍBRIO?

De acordo com a Medicina Ayurveda, o elemento fogo, ou agni, representa a luz, a energia e o calor necessários ao metabolismo, à digestão, à inteligência e à visão. Quando este chakra se encontra em equilíbrio, o corpo e a mente convivem em plena harmonia, vivemos com saúde, determinação e confiança.

Porém, como facilmente se compreende, manter o equilíbrio deste centro energético e saúde dos órgãos digestivos não é tarefa fácil, já que vivemos em constante contacto e relação com os outros, com o mundo que nos rodeia e, sobretudo, com uma mente que, na generalidade dos casos, nos atormenta permanentemente. 

Que fazer, então? O primeiro passo é tomar consciência das causas desse desequilíbrio e compreender as suas consequências.

O segundo passo é tomar conhecimento dos mecanismos de que dispomos para reverter o processo e repor a saúde e o bem-estar geral do corpo e da mente.

POR ONDE PODEMOS COMEÇAR?

Tratando-se do centro associado à digestão, a alimentação, naturalmente, assume aqui um papel de máxima importância e, uma vez que a cor associada a este chakra é o âmbar, todos os alimentos de coloração amarela são bem indicados.

Vejamos alguns:

  • O abacaxi, o pimento amarelo, melão, banana, leguminosas e cereais integrais.
  • As especiarias, por, de um modo geral, auxiliarem no processo de digestão, devem também ser aqui incluídas. Destaque para o Açafrão da índia ou Curcuma, poderoso anti-inflamatório, além de auxiliar na redução da ansiedade e do stresse; a Canela, pelas suas propriedades carminativas, auxilia na eliminação de gases e flatulências; os Cominhos estimulam a digestão e promovem a absorção de minerais e o Gengibre, pelo seu poder anti-inflamatório e estimulante da digestão.
  • As infusões, tais como: Manjericão sagrado, Ocimum Sanctum (Tulsi), Centella Asiática, Cardamomo, Hortelã pimenta, Rosa Centifolia e a Moringa.

Em determinadas situações, devido ao stresse, baixa acidez estomacal, inflamação do trato digestivo ou má alimentação, pode ocorrer uma carência de enzimas digestivas e, nesse caso, poderá ser necessária uma suplementação, uma vez que estas são indispensáveis ao processo de digestão dos alimentos de forma a que o corpo consiga absorver os nutrientes necessários e a eliminar aqueles de que não necessitamos.

As vitaminas do complexo B assumem também um papel de grande importância no processo digestivo, nomeadamente, na produção de energia, na síntese de hormonas e DNA, no metabolismo de hidratos de carbono, lípidos, colesterol e das proteínas.

Em situações de disfunções mais complicadas a nível dos órgãos digestivos, a Homeopatia dispõe de vários remédios bem conhecidos e adequados a cada situação, entre eles, Chelidonium majus, Iris versicolor, Jaborandi policarpus, Nux vomica e diversos sarcodes, tais como, Pancretinum e Insulinum, entre muitos outros.

Por último, recordamos que para o equilíbrio do Chakra do plexo solar é, também, de extrema importância a prática de Yoga ou de Pilates, a Terapia com óleos essenciais, a Meditação com mantras, neste caso, o mantra RAM que representa a força e a coragem e ajuda a promover a longevidade.

Que o seu alimento seja o seu remédio!

 Hipócrates

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *